Graduação

O Engenheiro Químico tem por função elaborar, executar e controlar projetos de instalação e expansão de indústrias químicas. Cabe-lhe também organizar, dirigir e fiscalizar a produção de materiais para a fabricação de produtos químicos, bem como pesquisar a transformação físico-química das substâncias reduzindo-as a escalas comerciais – por exemplo, a fabricação de produtos químicos derivados de petróleo, metais, minérios, produtos alimentares e sintéticos.

Pela própria natureza de sua formação, que combina princípios da matemática, química, física e biologia com técnicas da engenharia, os profissionais da Engenharia Química tem sido considerados um dos mais versáteis de todos os engenheiros.

Seus campos de atuação mais frequentes são as indústrias dos setores de:
■ Química e Petroquímica;
■ Açúcar e Álcool;
■ Fármacos e Química Fina;
■ Alimentos e Bebidas;
■ Papel e Celulose;
■ Materiais de Construção, Plásticos, Refratários e Cerâmicos;
■ Fertilizantes;
■ Tintas e Vernizes;
■ Cosméticos e Perfumes.

Nesse contexto, o engenheiro químico poderá se ocupar de áreas como:
■ Engenharia de Processos e de Produção;
■ Engenharia Ambiental;
■ Bioengenharia;
■ Engenharia de Segurança;
■ Pesquisa e Desenvolvimento;
■ Gerência de Tecnologia e Economia de Processos;
■ Vendas Técnicas.

O exercício da profissão de Engenheiro Químico e regulado pela lei federal 5194, de 24 de dezembro de 1966, a mesma que regulamenta a profissão do arquiteto e do engenheiro agrônomo. Essa lei foi regulamentada pelo decreto federal 620, de 10 de junho de 1969.

Para uma visão mais detalhada sobre Engenharia Química, consulte o link para a ABEQ.



Coordenação de Graduação – Faculdade de Engenharia Química – UNICAMP
Campinas – SP – Brasil
Fone / FAX: 55 + 19 + 3521-3974